13 de outubro de 2008

Na Mesa de Cabeceira

"Naquele quarto está-se festejando o caos ou, como se diz na Vila, está-se dançando com os demónios.
- Ao rirmos assim, sabe o que estamos a fazer? Estamos a embrulhar a tristeza."

"Afinal, os homens também são lentos países. E onde se pensa haver carne e sangue há raiz e pedra. Outras vezes, os homens são nuvens. Basta o soprar de um vento e eles se desfazem sem vestigio."

Excertos de "Venenos de Deus, Remédios do Diabo", de Mia Couto

2 comentários: