6 de setembro de 2007

Feito Histórico!













O lado bom da questão:

A Selecção Nacional de Basquetebol realizou ontem um feito histórico, conseguindo o apuramento para a segunda fase de grupos do Eurobasket, o campeonato da Europa de Basquetebol! Ainda para mais, o feito foi conseguido na ultima jornada, contra todas as previsões já que a equipa necessitava ganhar por 16 pontos à Letónia, num jogo em que apenas a vitória se adivinhava difícil dado o valor do adversário (que tão bem tinha jogado contra a Espanha no dia anterior, jogo que tive oportunidade de ver parcialmente) e a falta de experiência da equipa no escalão mais exigente da modalidade.
A vitória acabou por acontecer, com muito brilhantismo, mas apenas por 10 pontos, insuficiente para a passagem à fase seguinte, não fosse a Croácia ter surpreendentemente derrotado a campeã mundial e anfitriã Espanha!

O reverso da moeda:

Como podem ver, as capas dos três (?!) diários desportivos portugueses preferem dar mais destaque a (não) notícias sobre o Benfica! Assuntos absolutamente banais e insignificantes são mais importantes que um dos dias mais importantes de uma selecção nacional!!
Que raio, o que é que interessa que uma equipa que representa o país, tivesse derrotado países de tradições mais fortes na modalidade, comparado com o facto de um miudo que fez três jogos pelo Benfica ter ganho 150 € ou um outro miudo recém-chegado ao Benfica ter feito um bom treino?!?!
A mim, que sou adepto apaixonado e incondicional do futebol e do Benfica, entristece-me esta tacanhez e subverviência ao lado economicista da questão. É a lei do mercado, não é? O que interessa é o que vende mais, verdade? E entretanto vamos ficando mais ricos e mais desumanos!!! Estou a exagerar?! Talvez não, este é um pequeno exemplo daquilo que se vê e ouve diariamente, onde o dinheiro e o poder económico emergem sobre qualquer tipo de valor, interesse ou conceito de justiça!

3 comentários:

zmsantos disse...

É a involução da espécie, meu caro amigo...

SalgasVelho disse...

Que não seja a ovolução de uma nova!

Rogério Charraz disse...

Que belo jogo de palavras, sim senhor, assim até dá gosto!