15 de março de 2010

O 1º dia do resto da tua vida...

Termina hoje um ciclo, que ocupou grande parte da tua vida, e são sempre momentos dolorosos, que nos fazem andar com as emoções à flor da pele.

Mas o fim de um ciclo traz sempre o início de outro, e aínda há tanto por fazer, tanto por descobrir, tanto por partilhar, tanto por viver!

Deixo-te as palavras e a música do Jorge Palma, que em tempos dediquei a um outro amigo que adoro, e sabes que mais? A semana passada tive a certeza que ele trocou as voltas aos Deuses... mas não foi por milagre, foi por ter acreditado nele, por ter cerrado os dentes e lutado, e por ter tido ao lado gente que acreditou e lhe deu a mão.

E João, o que não te falta é gente do teu lado que acredita!

Eu acredito!



"Passeio Dos Prodígios"
Vamos lá contar as armas
tu e eu, de braço dado
nesta estrada meio deserta
não sabemos quanto tempo as tréguas vão durar...

há vitórias e derrotas
apontadas em silêncio
no diário imaginário
onde empilhamos as razões para lutar!

Repreendo os meus fantasmas
ao virar de cada esquina
por espantarem a inocência
quantas vezes te odiei com medo de te amar...

vejo o fundo da garrafa
acendo mais outro cigarro
tudo serve de cinzeiro
quando os deuses brincam é para magoar!

Vamos enganar o tempo
saltar para o primeiro combóio
que arrancar da mais próxima estação!
Para quê fazer projectos
quando sai tudo ao contrário?
Pode ser que, por milagre,
troquemos as voltas aos deuses


Entre o caos e o conflito
a vontade e a desordem
não podemos ver ao longe
e corremos sempre o risco de ir longe demais

somos meros transeuntes
no passeio dos prodígios
somos só sobreviventes
com carimbos falsos nas credenciais

Vamos enganar o tempo...

Jorge Palma

5 comentários:

A CONCORRÊNCIA disse...

Tudo o que eu te dou tu me dás a mim

Beijo e obrigada

Joana Correia disse...

Eu acredito!

O Sapito... disse...

Um amigo que também te adora,mas que na mesma semana passada,se lembrou dele e se esqueceu de ti...
Que falha a minha!
Telefono num dia,e no dia a seguir não telefono.
Fico-te a dever mais uma e mais uma e umas de muitas...
Aquele abraço...

JC disse...

Eu também acredito, mas é muito dificil dar a volta aos deuses, embora não seja impossível.

Abração meu amigo.

lazuli disse...

Roubei-te a música, e pus noutro sitio...
Sabes as saudades que temos de ti?
Não sabes...
Quem dera ver-te, abraçar-te, nós, a quem tanto encantaste como músico e como pessoa vulgar de lineu. Foste o primeiro de nós...
Bolas, que lamechas.
Acredito que um destes dias vamos na caravana, rumo ao nosso "Charrazito".


Fernanda guadalupe