3 de abril de 2007

A conta gotas

Já conhecem a lenga-lenga, o tempo e tal, muitas coisas para fazer ao mesmo tempo, e tal, sem internet em casa, e tal...

Aos poucos a coisa vai-se compondo, e lá se vai arranjando um tempinho para se ir dando uns retoques...

Nome continua a não haver, mas vão aparecendo as sugestões (em breve vou publicá-las aqui), e as marcações de datas.

Lembram-se do anúncio? "A minha agenda, a minha agenda, lálálálá...". Pois bem, a minha (que é nossa) está afixada do vosso lado direito. Vão dando uma espreita, nunca se sabe quando pode coincidir com um daqueles momentos em que não têm mais nada para fazer...

6 comentários:

Mukanda disse...

Quando estou só reconheço
Se por momentos me esqueço
Que existo entre outros que são
Como eu sós, salvo que estão
Alheados desde o começo.

E se sinto quanto estou
Verdadeiramente só,
Sinto-me livre mas triste.
Vou livre para onde vou,
Mas onde vou nada existe.

Creio contudo que a vida
Devidamente entendida
É toda assim, toda assim.
Por isso passo por mim
Como por cousa esquecida.

Fernando Pessoa

O Bairro Alto, dá-me momentos assim.... :)

Meu Charrazito, cada vez mais tenho a certeza que depois da Tempestade vem a Bonança...

É com muito orgulho que leio as datas da Tua/da Nossa Agenda!!!

Não sei se conseguirei estar presente, fisicamente, em todos os concertos....mas caso não me seja possivel.....já sabes onde me encontrar?!

Sim, sim, ai mesmo!!!!.....na primeira fila, bem viradita para ti...com um orgulho do tamanho do mundo.

Beijo grande
Andreia

Anónimo disse...

Então e aqui para o Norte? Nada?
Vila Nova de Gaia, por exemplo...
Um abraço nortenho
Maria Elisa

Uma vida qualquer disse...

Homem de pouca fé, que é isso de "...nunca se sabe quando pode coincidir com um daqueles momentos em que não têm mais nada para fazer..."? mas tu pensas que os leitores deste blog desperdiçam esse precioso bem que é o tempo? não te metas nisso!. E se fores à minha terra, quero caramelos, que saibas!
Besos

Rogério Charraz disse...

Charrazita, não venhas com tretas que estás em falta. Ainda não me foste ver... :P

Maria Elisa, desejoso estou de "ir e atravessar o rio, junto à Serra do Pilar". Prometo que assi que surgir a primeira oportunidade aí estarei!

Niña, que nião te priocupes que iassim que fiôr à tua tierra te lievo caramielos! A mi me encantan las chicas e los caramielos de Badajoz!

Uma vida qualquer disse...

Lo que estará sufriendo Cervantes! ou como tu dirias: lo quie estiará sufriendo Ciervantes!
Besos majo, e boa viagem, bom trabalho e boa Páscoa.

Dionisio Leitão disse...

Fico contente por ver ali a tua agenda bem preenchida. Quer dizer a Vilar Formoso não te posso dizer que vou... mas à Ribeira, já sabes, "encosto a cabeça" de modo que estarei por lá. Grande abraço