12 de fevereiro de 2007

Luis Pastor



Conhecer o trabalho do Luis Pastor foi uma das minhas descobertas mais fascinantes. Conhecê-lo pessoalmente foi um dos momentos gratificantes da minha vida. Partilhar com ele a composição de uma musica e a sua gravação, é uma das medalhas que carrego com muito orgulho no peito.

O Luis e a Lourdes são daquelas pessoas qua são incapazes de um cumprimento frio ou de um aceno indiferente. Cada encontro é assinalado com um abraço que nos envolve até à espinal medula e nos faz sentir mais humanos. E vê-los em palco é a mesma coisa. Abraçam-nos com um carinho, com uma ternura, com uma alma que nunca nos deixa indiferentes.

Vê-los ontem acompanhados pela magnífica Orquestra Sinfónica da Extremadura, ouvi-los cantar as canções que partilharam com Saramago envoltas em arranjos de uma sensibilidade tocante e abraçá-los no fim do espectáculo, pacificou-me! E é disso que eu preciso neste momento, pacificar-me. Deixar para trás as mágoas e as desilusões, voltar a procurar a utopia acreditando que o sonho comanda a vida...

Bem hajam Lourdes Guerra, Luis Pastor e José Manuel Santos!

7 comentários:

Mukanda disse...

Depois de ler o teu comentário.....
Assumo: Mea culpa, não ter aceite o teu convite...devia ter ido com vocês, já que a mami desistiu à última!
Ter-me-ia feito muito bem.
O Luis Pastor é genial como músico e tanto ele como a Lourdes são pessoas bastante calorosas, que como tu dizes e muito bem, incapazes de nos deixarem indiferentes....Neste momento também preciso de pacificar-me....e tu sabes!Teria sido bom....
Beijo

Andreia Charraz

Lusaut disse...

Também tenho muita pena de não ter ido...
Deve ter sido um concerto maravilhoso e um reencontro muito agradável.

Um abraço para todos vós.

Mukanda disse...

Sumo Publicidade: 12/02/07 - 21h58m

Ó rua do Capelão

Juncada de rosmaninho
Se o meu amor vier cedinho
Eu beijo as pedras do chão
Que ele pisar no caminho.

Há um degrau no meu leito,
Que é feito pra tisomente
Amor, mas sobe com jeito
Se o meu coração te sente
Fica-me aos saltos no peito.

Tenho o destino marcado
Desde a hora em que te vi
Ó meu cigano adorado
Viver abraçada ao fado
Morrer abraçada a ti.

OBRIGADA!!!
Desta vez safaste-te ;)

Beijo

Alentejanita disse...

Primo, de facto o sonho comanda a vida, mas se não tiveres forças para agarrar esse sonho e desistir das muitas coisas que pensas serem essenciais e indispensáveis, então não vale a pena.

Não penses com a cabeça, pensa com o coração, pois é esse que em conjunto com o sonho que comandam a vida

beijos

A Burra Nas Couves disse...

mas bem vistas as coisas, nada disto realmente tem importância nenhuma, salvo o concerto do Pastor que deve ter sido......pois daquelas coisas que nos habitua muito bem. Mas ainda estou a pensar uma coisa!...............Foram votar no quê? Havia eleições? Mas não votaram no aborto aqui há 2 legislativas atrás? Aquele que depois se pirou pra Bruxelas, ou pro raio que o parta, nã foi? Tenho ideia disso! Não me levem a mal, mas eu não voto há mais de 10 anos, porque não me sinto capacitado para isso. Bebo muito vinho e fumo muita droga, e posso fazer alguma asneira de que me arrependa depois. Mas acho bonito! Então e agora a solo? Também está certo! Dá-lhe com afinco!

Rogério Charraz disse...

Meu querido Balão, já tinha saudades de te ler!
O que é que queres, apesar das muitas pauladas continuo a acreditar que a Democracia é o pior de todos os sistemas, com excepção de todos os outros!
Sozinho só pontualmente, tenho é novas companhias.
Um abraço e vai aparecendo!

A Burra Nas Couves disse...

Acerca de democracia, vide a Burra! Só falo em presença do meu advogado!