3 de janeiro de 2007

Boas Notícias

O ano passado terminou com uma boa notícia:

Governo obriga Bancos a limitar Penalizações

O Governo limitou a 0,5% a penalização que os bancos poderão cobrar no caso de amortização total ou parcial do crédito à habitação ou de transferências do crédito para outras instituições nos contratos de taxa variável. A penalização nos contratos de taxa fixa foi confinada aos 2%.

Além disso, de acordo com o novo decreto-lei, aprovado na última reunião de Conselho de Ministros, os bancos ficam proibidos de cobrar qualquer despesa ou encargo adicional pela amortização parcial ou total ou transferência do crédito.

A forma de cálculo da Taxa Anual Efectiva (TAE) também foi abrangida no novo Decreto-lei, passando a incluir elementos como as condições promocionais atribuídas pelas instituições de crédito.

O Governo estabeleceu ainda, através do novo diploma, que o prazo para a contagem do cálculo dos juros terá como referência 365 dias, no lugar dos 360 utilizados actualmente para tal.
Com as medidas agora introduzidas o Governo pretende “contribuir para o aumento de transparência das relações entre as instituições bancárias e os seus clientes”, refere-se num comunicado.


Já vai sendo tempo dos bancos deixarem de fazer o que lhes dá na real gana! Os meus aplausos para esta medida, Sr. Sócrates.

1 comentário:

Andreia disse...

Eu assino por baixo.
Aplausos!!!!
Charrazito,mas como NÂO À BELA SEM SENÃO.....também ouvi, ontem, que as taxas de juro implícitas no crédito à habitação vão suboir em 2007 e a tendência é para subirem no mínimo 2 vezes...
Enfim, mas ao menos que se tome alguma atitude.
Bjo
Andreia Charraz