6 de abril de 2005

Comentários

Quando iniciei esta jornada, expliquei-vos que este era um "bicho" que se alimentava das minhas ideias e opiniões e das vossas consultas e comentários. Sem a minha colaboração ele não tem conteúdo, logo não existe. Sem a vossa participação ele não tem sentido, logo é inútil.

Por isso fico contente quando vejo que alguém comentou algum assunto aqui aflorado. Agora, sejamos leais. Vocês sabem quem eu sou. A minha assinatura está presente em todas as mensagens. Fica-vos bem assinar os vossos comentários.

Em resposta ao anónimo que comentou o texto "Papa", eu não me identifico com nenhuma religião. Não encontro em nenhuma delas as respostas às minhas perguntas e inquietações. Mas tenho a minha fé. Sei em que é que acredito. Vivo num país de tradição católica, e tive uma educação evangélica. De toda a minha experiência retive o que achava que era bom para mim, e identifiquei os aspectos que não se encaixavam na minha maneira de ser e estar. Tudo isto fez-me ter uma relação muito pessoal com a minha fé.

Rogério Charraz

1 comentário:

Alfred JARRY disse...

"As ideias são como as peúgas: se não as mudamos de vez em quando, fedem."